quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A queda do estrategista

luxemburgo_ae62 O terno escuro contrastando com a gravata rosa, o traje social à beira do gramado e o famoso projeto de Luxemburgo apareceram no Engenhão pela última vez no comando do Atlético MG. O fim da rodada marcou a queda de Luxa, que não aguentou a goleada para o vice-líder e já não é mais o técnico do Galo. O clube está há 15 rodadas na zona de rebaixamento e os maus resultados aliado ao alto custo do treinador foram os motivos para a demissão. Faltam 14 jogos para o fim do campeonato e o Atlético MG parece cada vez mais perto da série B.

A demissão de Luxa atinge uma impressionante marca na troca de técnicos. Dos 20 times da série A, exceto Botafogo, Guarani e Fluminense, não trocaram de treinador durante o torneio. Se pensarmos no começo da temporada então, ninguém se salva, todos trocaram o comandante. Nem todos foram demitidos é verdade, como Mano Menezes, Celso Roth e PC Gusmão. O primeiro trocou o líder Corinthians pela seleção brasileira, já os outros dois apenas trocaram de clube.

dorival Certamente a queda mais polêmica foi a de Dorival Junior. Após imbróglio com Neymar a diretoria acabou demitindo o campeão paulista e da Copa do Brasil. Para piorar os santistas podem ver o rival São Paulo contratar Dorival.

O mercado está aberto para os clubes. Agora Luxemburgo, Dorival Junior, Antônio Lopes, Leão e vá lá Dunga estão disponíveis. Vale lembrar que Autuori e Abel Braga sempre são nomes citados. São Paulo, Santos e Atlético MG estão no páreo.

Na Argentina

A rodada passada também causou estragos na Argentina. Independiente, Huracán e Colón perderam os técnicos e agora especulam seus substitutos. Último lugar no Apertura e sem vencer, o Independiente cogita a contratação de Pumpido. 5521180

Nenhum comentário:

Postar um comentário