quinta-feira, 30 de setembro de 2010

É o fim da soberania?

Soberano, nenhuma outra palavra poderia descrever o que o clube do Morumbi realizou nos últimos anos no campeonato nacional. O inedito tricampeonato e o rótulo de maior vencedor do país. Evidentemente que as campanhas de 2006 e 2007 foram mais explicitas, dominadoras. Em 2008 a conquista veio após um breve momento de maus resultados, seguida de uma arrancada triunfal. Mas afinal de contas, o quê acontece com o tricolor agora?

070502libetadores_f_00813É natural que algumas equipes não consigam títulos todos os anos e o futebol apresentado fique abaixo da média atingida em outros tempos. No entanto, o espanto é causado pelo bom elenco do São Paulo. A defesa é praticamente a mesma que foi campeã brasileira. Rogério Ceni, Alex Silva, Miranda e vá lá Ilsinho formam uma base sólida e com nível de seleção. Por que então o setor é o quinto pior do Brasileirão? 

A resposta pode estar mais adiante. É fato que Miranda já não parece ter gana de continuar no clube e quer ser vendido, ponto. Porém, aquele meio de campo brigador e habilidoso já não existe, os atacantes marcadores idem e o comando também é outro. Não que Rodrigo Souto, Fernandão e cia não sejam bons jogadores, mas a fase não ajuda.

Culpar Baresi seria muito fácil, obviamente que ele não é o culpado. A responsabilidade é da diretoria também, sim, a famosa diretoria que sempre tão elogiada por ser profissional. Apostar em Ricardo Gomes até vai, mas insistir na inexperiência é inaceitável. Outra chance de mudar aconteceu recentemente, com a demissão de Dorival Jr, do Santos. Porém, novamente a diretoria não agiu e Baresi continuou.

Nas últimas duas partidas o clube levou sete gols, de Goiás e Grêmio. Somados aos outros 31 do restante do torneio, faltam apenas quatro para atingir em até aqui 26 partidas, a marca alcançada no ano passado em 38 jogos.

SPFC_MEDIANO Se falarmos de 2008 então, a marca já é igual, com 12 jogos a menos. Comparar com o ano de 2007 seria uma injustiça imensa, afinal tal marca dificilmente será igualada, foram 19 gols em 38 jogos. Aliás, para refrescar a memória, sabem quais atletas faziam parte da defesa do tricolor naquele ano? Rogério Ceni, Alex Silva, Miranda e até Ilsinho. Ao lado brincadeira com a fase ruim do São Paulo.

O ano parece perdido para o tricolor, pensar em título parece fantasia, vaga na Libertadores apesar de matematicamente possível é visivelmente sonho com o fraco futebol apresentado. Mas a diretoria vê o tempo passar, a torcida já não lota o estádio e o elenco parece não ter forças para competir. A soberania, o reinado tricolor acabou. Os súditos agora aguardam as novas ordens do rei Juvenal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário