segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Flu e Timão abrem vantagem no Brasileirão

fluminense-vence-gremio-630Líder Fluminense vence o Grêmio em Porto Alegre e vice Timão passa pelo Flamengo no  Pacaembu em dia de poucos gols pelo Brasileirão. Com isso os dois primeiros já abrem sete pontos para o terceiro colocado Ceará, que empatou na rodada. Melhor ataque agora é do Fogão que fez 3 e passou Timão e Avaí. Santos e Inter folgaram na rodada.

A décima terceira rodada começou no sábado com a goleada do Bugre sobre o Avaí em Campinas. Aos 15 minutos o Guarani já vencia por 2 a 1 com gols de Renan e Ricardo Xavier, Robinho descontou para o Avaí. Ainda no primeiro tempo Mazola, destaque do time de Campinas marcou o terceiro. Na segunda etapa Fabão completou a goleada.

No engenhão o Botafogo afundou um pouco mais o Galo. Maicosuel e Somália no primeiro tempo e Herrera aos 70’ fizeram os gols. A crise já toma conta do clube mineiro que gastou bastante e até então não vê resultados. O Fogão se distancia da zona de rebaixamento e fica próximo do G4.

deco-chega-flu-630No Rio Grande do Sul o Grêmio perdeu a partida e o técnico Silas. Mariano abriu o placar e em seguida Émerson ampliou para o tricolor carioca. Mesmo com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo o Grêmio só diminuiu com André Lima. Silas deixa o Olímpico com 12 pontos em 13 partidas. Hoje o Flu apresentou o meia Deco, ex-Chelsea.

Em Goiás Felipão esteve perto da primeira vitória, mas Amaral aos 45 minutos empatou. O Palmeiras dominou o jogo e abriu o placar com Éwerthon aos 12’. Ainda na primeira etapa o Verdão teve chances de ampliar, mas não o fez. No segundo tempo o time paulista limitou-se a defender a meta de Deola e no fim do jogo levou o empate, após a pressão esmeraldina.

O Pacaembu estava cheio – mais de 30 mil pessoas – e o Timão mais uma vez derrotou o Flamengo em São Paulo, mas desta vez a torcida pode comemorar. Com mentalidade ofensiva o time dirigido por Adilson Batista atacou o rubro-negro durante toda a partida e podia ter goleado o rival. Na primeira etapa Elias abriu o marcador depois de boa jogada e chute de fora da área. Antes disso, Jorge Henrique sofreu pênalti claro que Héber não marcou. Veio a etapa complementar a pressão continuou, mas a falta de um centroavante ficou evidente. E quem não faz… quase toma. Vinicius Pacheco nos acréscimos teve grande chance, no entanto Julio César salvou.

No Castelão o Ceará não conseguiu marcar e empatou sem gols com o lanterna Atlético Goianiense. O Vozão não venceu após a Copa, entretanto segue no G4. Já o Dragão somou seu nono ponto. O resultado causou a demissão do técnico Estevam Soares que chegou após a saída de PC Gusmão.

Outra partida sem gols foi Cruzeiro e Grêmio Prudente no Ipatingão com pouco mais de 10 mil pessoas. O resultado deixou o time mineiro empatado com o Inter em número de pontos, mas com um jogo a mais e uma vitória a menos. O Prudente ficou apenas dois pontos acima da R4 – a zona de rebaixamento.

Em Curitiba o São Paulo viu Rogério Ceni pegar quase tudo e segurar o furacão na Arena da Baixada. O Atlético PR atacou a maior parte do tempo em busca do gol, mas Cléber Santana abriu o placar para o tricolor já na metade do segundo tempo. Cinco minutos depois Maikon Leite precisou chutar duas vezes para empatar. Em seguida o zagueiro Manoel levou o vermelho e o time da casa ficou com um homem a menos e sem forças para tentar a virada.

Na única partida dos jogos da noite que teve um vencedor o Vasco bateu o Vitória por 1 a 0 com gol de Zé Roberto aos 23’. O clube carioca ainda quase se complicou com a expulsão de Carlos Alberto no fim do primeiro tempo. O meia bateu boca com o árbitro e levou o amarelo, depois aplaudiu de forma irônica e levou o vermelho. O clube de São Januário se recupera no torneio após a chegada de PC Gusmão que acumula 3 vitórias e 3 empates.

Nenhum comentário:

Postar um comentário