sábado, 3 de abril de 2010

O retorno do gigante

Os amantes do futebol sul-americano e uruguaio estão em êxtase com o campeonato nacional de 2010. O motivo é a ressurreição do primeiro vencedor do campeonato uruguaio, primeiro ganhador da Libertadores e maior vencedor do país, o Peñarol.

Os aurinegros fazem uma campanha impecável no Clausura 2010. Foram 10 jogos disputados e a incrível série de 10 vitórias. O centenário clube de montevidéu não vence o torneio desde 2003, de lá pra cá ainda viu o seu maior rival Nacional levar 3 vezes o caneco.

Além do aproveitamento de 100% o clube tem o melhor ataque com 30 gols e uma vantagem de 10 pontos para o segundo colocado Fênix, que tem um jogo a menos. O artilheiro também é aurinegro, Antonio Pacheco com 13 gols.

O Peñarol jogou as últimas três partidas fora de casa e ainda assim conseguiu manter-se invicto. Com a vitória sobre o Defensor na última rodada, o clube assumiu a liderança na classificação geral, a soma do Apertura e Clausura, com um ponto a mais que o Nacional.

Com um desempenho tão empolgante, já é possível sonhar com uma participação na Libertadores do ano que vem. Isso se o clube conseguir manter os jogadores que são destaques no elenco. A imprensa já cogita a hipótese de o clube perder os destaques Ramírez (19 anos), Mezquida e Palacios para o futebol europeu. Segundo o Diario El Pais o ex-zagueiro da seleção holandesa Stam, está a serviço do PSV para observar os talentos aurinegros.

O Peñarol é o time que mais participou da Libertadores - 38 vezes- e é o terceiro maior ganhador com cinco títulos, mas não participa da fase de grupos da principal competição sul-americana desde 2004, quando caiu ainda na primeira fase, num grupo que tinha América do México, The Stongest da Bolívia e São Caetano.


Neste domingo o lider enfrenta o Cerrito no centenário e tenta manter a histórica campanha. Para a alegria dos aurinegros, uruguaios e sul-americanos, exceto talvez os torcedores do Nacional.

Hino
http://www.escudosonline.com/arquivos_mp3/c/clubes_estrangeiros/uruguai/penarol.mp3

Homenaje a Peñarol

Um comentário:

  1. Cara, lembro principalmente dos meus tempos de infância. Penharol era um time temido, sinônimo de pedreira. Mas, infelizmente ele deu uma apagada, que bom que os aurinegros estão voltando!!! Eduardo, ultimamente você tem acertado a mão no blog, tá muito foda!!
    Abração

    ResponderExcluir