segunda-feira, 15 de março de 2010

Terremotos e escala Richter

Na madrugada do dia 27 de fevereiro um forte terremoto de magnitude 8,8 atingiu o Chile perto da cidade de Concepcion, a 400 km da capital Santiago e provocou a morte de centenas de pessoas, além de deixar outros tantos feridos e 2 milhões de desabrigados.

No Chile aliás foi onde ocorreu o mais forte tremor registrado na História em 1960. Na ocasião o tremor atingiu a cidade de Valdívia e matou mais de 5.700 pessoas. A catástrofe registrou a marca de 9,5 graus na escala Richter.

Mas afinal como é feita a medição, qual a origem deste nome?

A escala Richter mede a quantidade de energia liberada no hipocentro durante um sismo. Os sismos são vibrações resultantes de movimentos subterrâneos de placas tectônicas na crosta da Terra.

Os sismólogos Charles Francis Richter e Beno Gutenberg criaram um sistema para calcular as magnitudes de ondas sísmicas na Califórnia em 1935. Ou seja, uma forma de medir a intensidade de tremores. A medição é feita com aparelhos que medem a vibração dos terremotos, os sismogramas.

Cada unidade da escala representa um valor de energia liberado dez vezes maior que a anterior. Tremores abaixo de 2 graus são considerados imperceptíveis. O terremoto de 7 graus é dez vezes mais forte que o de 6 graus por exemplo, e não existe um limite certo para a potência de um terremoto. A maior já registrada foi de 9,5 graus.

Quais as principais placas tectônicas?

Placa Africana
Placa da Antártida
Placa Arábica
Placa Australiana
Placa das Caraíbas
Placa de Cocos
Placa Euroasiática
Placa das Filipinas
Placa Indiana
Placa Juan de Fuca
Placa de Nazca
Placa Norte-Americana
Placa do Pacífico
Placa de Scotia
Placa Sul-Americana

Quais os maiores terremotos?

1960 Chile 9,5 graus
1964 Alasca 9,2
2004 Indonésia 9,1
1952 Rússia 9,0
2010 Chile 8,8
1906 Equador 8,8

Quais os que provocaram mais mortes?

1556 China 830 mil mortes
1737 Índia 300 mil mortes
1976 China 250 mil mortes
2010 Haiti 230 mil mortes
1920 China 200 mil mortes

Nenhum comentário:

Postar um comentário