segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Perfil: José Gustavo Sand - Pepe

Artilheiro do campeonato argentino por dois torneios seguidos, Jose Sand transferiu-se em agosto para o Al Ain dos Emirados Árabes Unidos e logo na sua estréia mostrou o que faz de melhor, gols.

A Carreira

Pepe, apodo de Sand em seu país, começou a carreira no River Plate em 1998, no entanto ele não teve muitas oportunidades no time e foi para o Colón em 1999. No ano seguinte transferiu-se para o Independiente Rivadavia e disputou a segunda divisão do Argentino. Em 2001 Pepe foi negociado com o Vitória-BA e disputou o Brasileirão de 2001 e a Copa do Brasil de 2002.

Pelo campeonato Brasileiro ele estreou contra o Flamengo no empate de 1 a 1. Em seu terceiro jogo no torneio Sand foi ao estádio Anacleto Campanella e marcou o seu primeiro gol no Brasileirão. Depois desse viriam ainda outros 3. Foram 14 jogos e 4 gols. Pela Copa do Brasil Sand não marcou em seus 4 jogos.

Em 2002 ele voltou ao futebol argentino para defender outro clube desconhecido, o Defensores de Balgrano. Na temporada seguinte consagraria-se artilheiro da segunda divisão com 13 gols. As boas atuações na série b argentina chamaram a atenção do poderoso River Plate.

Com a chance de jogar por uma equipe grande e desta vez com status de artilheiro, Sand ficou abaixo do esperado. Na temporada 2004/2005 ele fez apenas 8 gols em 42 partidas. Deve-se dizer porém, que na equipe daquele ano faziam parte jogadores como Fernando Cavenaghi, Falcão Garcia, Maxi López e Marcelo Salas.

Em 2005 Pepe é negociado com o Banfield. Pelo clube verde e branco ele retoma a boa fase e ajuda a equipe a terminar em 5º lugar no Clausura. Foram 5 gols no Clausura e depois mais 5 no Apertura.

Depois de sete anos ele retorna ao Colón. Em Santa Fé, Sand disputa o campeonato nacional e marca sete vezes em 24 partidas.

Ainda com marcas pouco expressivas, Sand transfere-se para o Lanús em 2007. No clube grená entretanto ele encontra o bom futebol. No Apertura ele atinge a marca de 15 gols e ajuda o Lanús a conquistar o inédito título de campeão nacional logo em sua primeira temporada, além da vice-artilharia.

Ano passado Pepe se consagraria em seu país como principal artilheiro do Apertura. Responsável por quase metade dos gols de seu time, Sand marcou 15 vezes e levou sua equipe ao quarto lugar.

Este ano, Sand continuou goleador. Ele balançou as redes 13 vezes e garantiu o terceiro lugar ao Lanús, inclusive com 3 gols nas última duas rodadas, um deles diante do campeão Vélez.
Foi a primeira vez que um jogador conquistou de forma seguida a artilharia do nacional, desde 1980 quando Maradona foi quatro vezes artilheiro pelo Argentinos Juniors.

O Adeus

Valorizado, Sand deixou claro em julho deste ano a vontade de sair. A melhor proposta não foi de um grande centro europeu, mas sim dos árabes. O Al Ain pagou aproximadamente US$ 10 milhões para ficar com o jogador de 29 anos. Pelo clube grená, Sand marcou 55 gols em 80 partidas, média de 0,68 por partida.

Na seleção Sand não teve muitas chances. Foi convocado apenas duas vezes. Uma delas pelo atual técnico Diego Maradona, para o jogo contra o Panamá. O jogo foi 3 a 1 para a Argentina, com grande participação de Defederico, atualmente no Corinthians.

Sua estréia pelo clube árabe foi contra o Al Nasr. Pepe marcou de pênalti o primeiro da vitória por 2 a 0. O Al Ain conta ainda com dois jogadores conhecidos da torcida brasileira. O brasileiro Émerson ex-Flamengo e o chileno Valdivia ex-Palmeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário