sábado, 13 de dezembro de 2008

Mundial

No primeiro jogo o Adelaide United da Austrália venceu o Waitakere United da Nova Zelândia, em Tóquio, na manhã(aqui no Brasil) do dia 11/12. Apesar de pressionar desde o início a equipe do Adelaide saiu perdendo, numa falha do goleiro Eugene Galekovic, o galês Paul Seaman aproveitou e aos 33' marcou. Porém o empate veio logo em seguida, aos 39' com gol de cabeça de Daniel Mullen, após escanteio. A virada veio aos 82' com o craque do time Travis Dodd, que aproveitou o a cobrança de falta e fez de cabeça.

Com a vitória, o Adelaide tem a chance de se vingar do Gamba Osaka do Japão, que o derrotou na Liga dos Campeões da Ásia.

"Estou imensamente satisfeito com esta virada, mas estamos todos conscientes de que vamos ter de jogar muito melhor para vencer o Gamba Osaka", diz Aurelio Vidmar técnico do Adelaide United.

Na madrugada de hoje (aqui no Brasil), o Pachuca do México eliminou o Al Ahly do Egito após vencer na prorrogação. Os mexicanos começaram perdendo por 2 a 0, mas conseguiram o empate no segundo tempo. O jogo foi para o chamado "tempo extra" e o Pachuca fez mais dois.

O Al Ahly saiu na frente com o gol contra do zagueiro Fausto Pinto, aos 28', após contra-ataque. O time do Egito ampliou ainda no primeiro tempo, com gol do angolano Flávio, aos 44', depois do cruzamento da direita.

No começo da segunda etapa o Pachuca diminuiu com gol de falta de Luis Montes aos 46'. O atacante havia acabado de entrar e cobrou falta na área, ninguém encostou na bola e ela foi para o funfo do gol de Amir Abdelhamid.

O empate veio aos 72' com outro gol de falta, dessa vez foi o argentino Christian Giménez que marcou com um forte chute e com a ajuda do goleiro Amir que estava mal colocado.

Com o resultado de 2 a 2 a partida foi para a prorrogação. Aos 97' o time mexicano roubou a bola no meio de campo e depois de um bate rebate o argentino Damián Álvarez colocou o Pachuca na frente.

O Pachuca ainda marcou o quarto gol, aos 109' num chute de esuqerda de Christian Giménez no ângulo, depois de um belo passe de outro arentino, o camisa 9 Bruno Marioni ex-Boca Juniors.


"O resultado na primeira parte me parecia injusto. Dominamos mas perdíamos. A melhor parte é que nunca perdemos a confiança na vitória", diz o técnico do Pachuca, Enrique Meza (Pachuca).

O Pachuca enfrenta agora a LDU do Equador na quarta-feira, dia 17/12 às 8h30.

Nenhum comentário:

Postar um comentário