quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O Jogo dos sete erros

O Jogo dos sete erros

Botafogo e São Paulo fizeram ontem no Engenhão um jogo cheio de erros. O primeiro tempo da partida foi normal e terminou sem ninguém marcar pontos, digo, gols.

1. O segundo tempo começou com uma falha do goleiro Renan, ao tentar sair rápido com a bola e pegar a defesa do tricolor desprevenida, o arqueiro alvinegro jogou a bola nos pés de Jean, que com precisão encobriu Renan para abrir o placar.

2. O Botafogo foi pra cima do São Paulo e após chute de fora da área Rogério Ceni deu rebote e Miranda cochilou com a bola, Wellington Paulista aproveitou e deixou tudo igual.

3. Após o empate o Fogão continuou pressionando, mas depois de um ataque mal sucedido, Leandro Guerreiro jogou a bola na fogueira para Diguinho...

4. ...o meia não dominou e Dagoberto puxou contra-ataque, passou para Hernanes que driblou a defesa e chutou de esquerda. 2 a 1 São Paulo.

5. Foi ai que o bandeira resolveu aparecer. Alguns minutos depois de levar o gol o time carioca conseguiu o empate, com Lucas. Porém o bandeira viu impedimento de Wellington Paulista, que não participou do lance e anulou o gol legítimo.

6. O árbitro pra completar a lambança anulou o gol. Será que eles não conversaram? Ou o juiz não viu a jogada? Afinal, do ângulo que estava dificilmente não viu o que aconteceu.

7. E por fim, o presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas ameaçou uma invasão de campo e reclamou (com razão) com o quarto árbitro. Felizmente ele teve cabeça no lugar e voltou ao seu lugar, sem causar mais confusões.

A brincadeira, ou melhor, a partida terminou 2 a 1, e o São Paulo divide a liderança com o Grêmio, enquanto o Botafogo fica praticamente fora da luta por uma vaga na Libertadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário