terça-feira, 21 de outubro de 2008

Exposição Machado de Assis

Este ano celebra-se o centenário da morte do cronista, poeta e dramaturgo Joaquim Maria Machado de Assis, que nasceu em 21 de junho de 1839, no Rio de Janeiro.


A mostra Machado de Assis: mas este capítulo não é sério no Museu da Língua Portuguesa traz documentos, fotos, livros e opções do público interagir com as obras, nos corredores escuros e salas de exposição existem botões nas paredes e alto-falantes, ao apertar o botão uma voz quase num sussurro cita frases dos livros de Machado.

Nas paredes, no chão e ao longo dos corredores escritos das obras e indicações dos capitulos atraem a atenção do leitor. Em uma sala circular com uma pequena mesa ao centro o leitor defronta-se com o esporte preferido de Machado, o Xadrez.

Ao entrar o visitante recebe um pequeno livreto de 47 páginas sobre a exposição, com imagens, textos e citações. Como diz no próprio livreto, ele "está aqui para ajudar a atravessar a exposição". Na verdade é mais que isso, é uma minuciosa explicação de cada ambiente.

Trata-se de somente um andar, de forma circular, o que considero um espaço bem pequeno para falar sobre o autor.

Fiquei na verdade mais tempo na fila do que na exposição, que achei que seria bem melhor. A explicação da fila? Era sábado, dia que a entrada é gratuita, até por isso havia excursões de vários locais do país, como Minas Gerais, Rio de Janeiro e Ceará, pelo que pude notar.

Local: Museu da Língua Portuguesa
Preço(s): R$ 4,00 e grátis aos sábados.
Data(s): Até 1º de março de 2009.
Horário(s): Terça a domingo, 10h às 18h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário